Em Análise: Doutor Estranho, em Steelbook

O mundo mistico chegou ao Universo Cinematográfico da Marvel com a história do mundialmente famoso neurocirurgião Dr. Stephen Strange cuja vida muda para sempre depois de um horrível acidente de carro que lhe rouba o uso das mãos. Quando a medicina tradicional falha, é forçado a procurar pela cura e esperança num lugar improvável – um enclave misterioso conhecido como Kamar-Taj. Rapidamente descobre que este não é apenas um centro para a cura, mas também a linha da frente de uma batalha contra forças negras invisíveis determinadas a destruir a nossa realidade. Em pouco tempo, Strange – munido de poderes mágicos recém-adquiridos – tem de decidir se quer voltar à sua vida afortunada e com estatuto ou deixar tudo para trás para defender o mundo como o mais poderoso feiticeiro existente

Doutor Estranho chegou ao nosso mercado numa belíssima edição em Caixa Metálica (Steelbook), mas será que foi digno deste tratamento?


Apresentação (5/5)

Lembram-se da altura em que o nosso mercado não recebia um único Steelbook? Esses tempos desapareceram e, agora, o lançamento de edições neste formato é uma constante. Doutor Estranho foi a mais recente “vitima” desta nova vaga. E, são Steelbooks como estes, que nos fazem pedir por muito mais metal. Com uma arte belíssima a ostentar o olho de Agamotto na capa e acabamentos com relevo e baixo relevo, esta é uma edição que todos os colecionadores deverão ter. Fica outra vez é a amargura da falta de titulo na lombada. Mas, como esta opção já se tornou hábito por parte de lançamentos da Disney, nada há a fazer. No caso de Doutor Estranho, esta pequena falha até foi resolvida da melhor forma, incorporando a lombada com todo o design do Steelbook.

Imagem (4.5/5) in Blu-ray.com

Filmado em digital, o filme apresenta uma textura banal que, em conjunto com os seus tons mais escuros, não lhe dão muito espaço para brilhar. Os seus problemas podem ser vistos em algumas cenas com ruído mais acentuado, assim como nos níveis de preto inconstantes – por vezes demasiado intenso e, em outras ocasiões, muito súbttl. Porém, mais nenhum problema é apontado. A imagem é bastante detalhada, com os close-ups a exibirem bastante detalhe, assim como com os ambientes bem definidos. O guarda-roupa e todos os adereços mostram também um excelente detalhe quando apresentados em cena, assim como todo o CGI. Apesar da paleta de cores do filme ser constituída por tons mais negros, e não existir nenhum momento de “brilhantismo” de cor ao longo do filme – mesmo as viagem interdimensionais utilizam tons mais discretos, com roxos e vermelhos subtis – Doutor Estranho apresenta uma qualidade de imagem que agradará a todos os fãs.

 

Som (5/5) in Blu-ray.com

Com uma faixa em DTS-HD Master Audio 7.1 Lossless, Doutor Estranho brilha em termos sonoros. O seu áudio consegue ser intenso nos momentos certos, mas também subtil quando assim o é exigido, gerindo muito bem estes depois extremos. O ambiente Surround que cria em cenas regulares, mas também em grandes cenas de ação é fantástico. A claridade do som é ainda uma constante ao longo de todo o filme, quer seja em cenas dominados por diálogos ou em cenas em que a música nos envia enormes ondas de energia. Doutor Estranho é tudo aquilo que um fã de filmes de Super-Heróis pode pedir.

 

Materiais de Bónus (4/5):

Como já muitos deverão saber, não há uma grande hábito por parte da Marvel/Disney em colocar longos materiais de bónus que detalhem, até ao último dos pormenores, a forma como os seus filmes são realizados. Ao visualizar os materiais de bónus dos filmes do MCU, fica sempre a sensação de que apenas tivemos direito a uma abordagem muito superficial e que muito mais haveria para contar. Ora, Doutor Estranho volta a repetir esta fórmula.

– Olhar Exclusivo Marvel (07:13): uma pequena antevisão da Fase 3 da Marvel. Apenas tem a intenção de funcionar como um material promocional e, como tal, não revela nada de novo ao espectador. Apenas é apresentado um ponto de situação de todos os filmes que estão planeados para esta fase – tudo aquilo que já foi revelado até agora é condensado num pequeno vídeo.

– A Equipa Thor – Parte 2 (04:38): lembram-se daquele pequeno vídeo da equipa Thor que foi revelado algum tempo após o lançamento do Civil War? Pois bem, aqui é-nos entregue a segunda parte. À semelhança da primeira parte, temos presente mais uma pequena peça de comédia que agradará a todos os fãs que se questionavam do porquê de Thor não estar presente em Civil War. Mais uma vez, Chris Hemsworth volta a questionar-nos do porquê de nunca ter seguido uma carreira mais ligada à comédia. Talvez vejamos estes seu lado genial no terceiro filme de Thor que chegará ainda este ano…

– Cenas eliminadas e aumentadas (07:52): são apresentadas 6 cenas que nada de novo acrescentariam ao filme. Apenas existem dois momentos com o vilão Kaecilius que permitiriam desenvolver melhor o seu carácter. No entanto, também se percebe o porquê de terem sido eliminadas da versão final – não adicionam nada de extraordinário.

– Erros de gravação (04:12): é o hábito. Uns pequenos bloopers para despertarem o riso dos fãs do filme.

– Uma transformação estranha (09:42): uma abordagem à entrada de Doutor Estranho e do mundo místico no MCU. O grande interesse deste pequeno video está presente nas pequenas filmagens de bastidores que são exibidas durante as declarações dos intervenientes. Há também uma exaltação à escolha de Benedict Cumberbatch para o papel de Estranho e do porquê de ele ser a escolha ideal.

– O elenco (12:37): uma apresentação dos atores que complementam o elenco do filme e o porquê de serem as pessoas ideias para desempenharem as personagens.

– Tornar real (12:32): abordagem bastante reduzida ao guarda-roupa do filme – há só mesmo uma menção, que chega a atingir o ridículo, sobre o fato do Doutor Estranho (os fãs mereciam mais). Neste pequeno vídeo poderão também encontrar um debate sobres os cenários do filme – a escolha dos reais e a construção de alguns cenários em estúdios impressionantes.

– Através do tempo e do espaço (13:21): muito mais. Precisávamos de muito mais. Num filme que vive bastante dos efeitos visuais, seria de esperar uma explicação muito mais detalhada da forma como os mesmos foram alcançados. Mas não… é uma abordagem muito superficial que nos deixa a desejar por mais.

– A música do filme (9:51): por alguma razão estranha, está incluido aqui o melhor momento dos materiais de bónus. E não está relacionado com a música. Temos também esse pequeno olhar aos bastidores da composição musical do filme, mas o grande destaque vai para os bastidores da cena pós-créditos com Thor e Doutor Estranho. Nunca nos tinha sido dada a possibilidade de ver como estas cenas são construídas e, por isso, isto é uma atitude de louvar por parte da Marvel.

– Comentários áudio 


Veredicto final (4.5/5):

Apesar de alguns pontos negativos encontrados, no geral, recebemos uma edição bastante satisfatória. Não há dúvida de que a arte do Steelbook e todo o seu acabamento são lindíssimos. Os materiais de bónus, apesar da sua superficialidade, não são nada que não estivéssemos à espera – são os tópicos extras que a Marvel já nos habituou. Voltamos só a reprovar o preço com que estas edições em Steelbook são vendidas. 30€ por uma edição com um só disco continua a ser um roubo por parte das distribuidoras e das lojas (neste caso a Fnac) que compactuam com estas práticas. Apesar de tudo, resta só referir que este Steelbook é uma edição essencial para qualquer fã do filme e para qualquer colecionador nacional.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s