Em análise: Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, em Steelbook

Nova Iorque, 1926, algo misterioso está a deixar um rasto de destruição nas ruas de Nova Iorque ameaçando expor a comunidade de feiticeiros. Newt Scamander chega à cidade para terminar a sua excursão global para encontrar e documentar um extraordinário leque de criaturas mágicas. Mas quando Jacob Kowalski, um inocente NoMaj, solta inadvertidamente algumas das criaturas de Newt, um grupo de heróis improváveis terá que encontrar os monstros desaparecidos antes que algo aconteça. Mas a sua missão vai colocálos em rota de colisão com as Forças das Trevas.

O novo capitulo do mundo mágico de J. K. Rowling chegou ao nosso mercado no passado dia 29 de março numa belíssima edição em Steelbook Blu-ray 3D+Blu-ray, para além das habituais edições simples em 4K Ultra HD, Blu-ray e DVD. Nesta análise será apenas considerada a edição em Blu-ray do filme, uma vez que o equipamento que tenho disponível não me permite visualizar a edição 3D do filme.


Apresentação (5/5)

O Steelbook de Monstros Fantásticos chega-nos com um acabamento bastante interessante. Não temos qualquer tipo de efeito em relevo ou baixo relevo na edição – o que é uma pena – mas isto é compensado com um jogo entre técnicas matte e brilhante. Ora, a grande maioria do Steelbook é constituído por uma acabamento matte que contrasta, de uma forma muito bonita, com o acabamento brilhante dado a elementos como o título do filme e o Niffler na capa, assim como a Newt na contra capa. Este é um acabamento simples, mas que, na prática, funciona muito bem e que torna este Steelbook com uma arte simples, num produto que qualquer colecionador deseja ter.

Imagem (5/5) in Blu-ray.com

A transferência 1080p AVC entregue pela Warner nesta edição Blu-ray, consegue exibir, fielmente, os vários tons, os negros acentuados e todos os detalhes e subtilezas de cor que caracterizam a aparência visual de Monstros Fantásticos. Finalizado numa master digital em 4K e convertido, depois, para 1080p para esta edição, a imagem do filme consegue exibir um detalhe impressionante. Em Monstros Fantásticos, podemos encontrar uma paleta de cores bastante distinta entre o mundos dos Muggles (ou melhor, dos No-Majs) e o mundo mágico. A Nova Iorque dos anos 20 apresenta-se com tons reservados e com uma constante textura empoeirada, tão característica daquela época. Em oposição, cenários como o apartamento das irmãs Goldstein preenche-nos o ecrã com um brilho caloroso. A mala de Newt é uma explosão de cor e luz e os cenários de MACUSA variam entre a presença intensa de cor (ex.: o relógio que regista os perigos mágicos) e uma expansão acentuada de brilho (ex.: a câmara de punição). Essencialmente, esta transferência deixa a beleza das imagens falar por si, não utilizando qualquer tipo de artefacto para tal.

 

 

Som (5/5) in Blu-ray.com

A faixa de aúdio em Dolby Atmos de Monstros Fantásticos oferece toda a espectaculosidade sonora que os grandes blockbusters nos habituaram – em especial na cena final com o Obscurus, na qual a imersão sonora do espectador é explorada ao máximo. Cada criatura de Newt tem a sua voz distinta, assim como os diversos departamentos de MACUSA e toda a magia realizada – algo que nos transporta, automaticamente, para aquele mundo. Esta mistura explora no seu máximo potencial a habilidade do Dolby Atmos em emitir os efeitos sonoros, através de diversos pontos estratégicos, ao longo de toda a sala, num efeito em 360º. O diálogo surge sempre claro e numa posição prioritária em relação ao restantes elementos. A banda sonora de James Newton Howard brilha aqui com a sua orquestra energética que varia entre tons mais cómicos e os elementos de aventura do filme. Temas-chaves dos filmes de Harry Potter, elaborados pelo compositor John Williams, também estão presentes, permitindo uma ligação entre Monstros Fantásticos e o restante Mundo Mágico de J. K. Rowling. Curiosamente, também nos foi entregue uma faixa de audio em DTS-HD Master Audio 5.1 que, apesar de conseguir brilhar no seu próprio campo, não consegue alcançar o detalhe e o realismo que a faixa em Dolby Atmos emite.

 

 

Materiais de Bónus (4.5/5)

Mais de duas horas de extras é aquilo que temos nesta edição de Monstros Fantásticos. E são umas belas duas horas que deixarão qualquer Potterhead feliz, com os mais pequenos detalhes sobre a forma como o filme foi construído. Se há algum ponto negativo a referir, é a falta de legendas em português, que já se tornou hábito em todos os lançamentos da Warner. Para mim não há problema em ter apenas as legendas em inglês, mas percebo que isso seja problemático para diversas pessoas.

– Antes de Harry Potter: Uma Nova Era do Mundo Mágico (15:31): este pequeno featurette mostra-nos, através da perspetiva de J. K. Rowling, do realizador David Yates e do produtor David Heyman (as mentes por detrás da maioria dos filmes de Harry Potter) como foi voltar a reunir a equipa de Potter para este novo projeto e como se construiu a equipa, em especial o elenco, de Monstros Fantásticos e o que este filme significará para o mundo mágico. 

– Personagens (23:39): um conjunto de pequenos vídeos que contém uma ligeira descrição das personagens, através da visão de J. K. Rowling e dos atores, assim como uma exposição de como a caracterização das mesmas aconteceu, desde a escolha do seu guarda-roupa até às varinhas. Este extra encontra-se dividido nos seguintes videos: Magizoologista (04:14), As Irmãs Goldstein (05:04), O Padeiro No-Maj (04:42), Os novos Salamers (04:42) e A Presidente e o Auror (5:37).

– Criaturas (20:19): à semelhança do que ocorreu no extra anterior, aqui é-nos explicada qual foi a inspiração do mundo real para o design de cada criatura, assim como a forma como as mesmas foram recreadas nos cenários reais para uma melhor interação destas com os atores. Este segmento divide-se nos seguintes vídeos: Conhece os Monstros Fantásticos (04:18), Bowtruckle (02:36), Demiguise (02:20), Erumpent (03:42), Niffler (02:29), Occamy (03:09) e Thunderbird (02:25)

– Design (33:13): a estrutura dos extras anteriores é mantida aqui, mas a nossa atenção é desviada para os cenários, guarda-roupa e efeitos visuais que compõem o filme. Acima de tudo, há um enfoque enorme no modo como grande parte dos cenários que vemos no filme foram, realmente, construídos. E é, de facto, impressionante a escala de grandiosidade e de detalhe com que este filme se preocupou. Aqui, poderão encontrar os seguintes vídeos: Moldar o Mundo de Monstros Fantásticos (05:54), Nova Iorque (07:25), MACUSA (07:07), A Mala Mágica de Newt (04:59), O Banquete de Shaw (04:29) e O Blind Pig (04:39).

– Cenas eliminadas (14:33): não há nenhum cena em especial que se destaque e, facilmente, conseguimos perceber o porquê de terem sido eliminadas. Existe apenas uma pequena cena, que já foi divulgada pela própria Warner Bros, em que nos é apresentado um novo Monstro na mala de Newt. É verdade que não acrescenta nada de novo à história, mas seria interessante ver mais um dos seus “animais” no filme.


Veredicto final (5/5):

Se nos tínhamos habituado à simplicidade com que os filmes de Harry Potter chegavam ao nosso mercado, Monstros Fantásticos veio inverter essa tendência. Com uma edição em Steelbook belíssima, uma qualidade de imagem e som arrebatadora e duas horas preenchidas com os melhores extras, esta é uma edição que deixará qualquer Potterhead completamente satisfeito. Fica só, novamente, a crítica aos preços praticados. A NOS continua a insistir nuns exagerados 35€ por estas edições metálicas (acompanhas pelo 3D), sem justificação aparente para o mesmo.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s